0

VAI ACABAR

relogioO horário diferenciado da Secretaria de Obras da Prefeitura de Jaraguá do Sul – em vigor por medida de economia – vai acabar.

Segundo consta – oficiosamente – o horário será das 7.30 às 17 horas.

Não era sem tempo! O corte dos terceirizados – por medida de economia – não justifica horário “especial” para a frota própria.

Sem contar a necessidade de dar uma sacudida geral na pasta, a começar pelo secretário!!

8

CARGOS DE (DES)CONFIANÇA

desconfiançaTenho dito e repetido – nauseantemente – que administração pública é um tabuleiro de xadrez: se não souber mexer as peças…xeque-mate!

Pessoas erradas e em lugares errados, o desastre é líquido e certo!!

Também tenho apontado o seguinte:

- O prefeito de Jaraguá do Sul Dieter Janssen (PP) –  precisa urgentemente – se livrar de alguns (muitos) cargos de (des)confiança! Caso contrário, a vaca vai pro brejo!! Isso se já não foi, inclusive, levando a cria!!

Há inimigos na trincheira e alguns já ameaçam tirar o pino da granada. Conspiram na calada da noite e nos escaninhos do Poder. Tramam nos botecos. azem a políticaetílica rastaquera.

É preciso comprometimento para com a administração. Nem vou falar com cobrar produtividade, qualidade, sinceridade, honestidade e outros “dades”, sobejamente em falta no governo.

É preciso mexer mexer no tabuleiro. Ainda hoje fiz a seguinte analogia – mesmo sem gostar de futebol: não adianta ter um Neymar Júnior e Messi na equipe – se a decisão de colocá-los na partida acontece aos 45 minutos do segundo tempo. O jogo acabou!!

Detalhe: os quadros dos partidos políticos da base aliada do prefeito não possuem tais jogadores!!

Observem as postagens anteriores e vejam há quanto tempo venho fazendo tais alertas.

Só não vale chorar o leite derramado e tardiamente!!

13

PPB – UM PROGRAMA EFICIENTE

pé no traseiroNão bastassem as lambanças promovidas pelos assessores mais chegados do Prefeito Dieter Janssen (PP) – leia-se Procuradoria Jurídica/Chefia de gabinete – há um erro crasso quando se fala em conter despesas no setor de obras.

- Como é? Querem que eu aponte as “cagadas” da Procuradoria e da Chefia de Gabinete?

1 – Aumento do ISS sem discutir com a entidade representativa e que fez com que o prefeito retirasse o projeto e voltasse atrás na decisão.

2 – O reajuste salarial dos professores com perdas para os ACTs e que sofreu alteração na marra.

3 – O vergonhoso e achacador Projeto da Sucumbência – que não foi e nem será votado – amealhando polpudas e vultuosas somas em dinheiro para os bolsos dos advogados da Prefeitura “ad eternum” – por litígio ou acordos – e que mentiram dizendo ao prefeito que seria “no máximo 100 mil por ano” (eles acham que 100 mil é muito pouco)

4 – O caso de nepotismo do ex-presidente do Instituto Jourdan Benyamin Parham Fard que – em janeiro de 2013 recebeu a garantia do procurador Jurídico do amparo na súmula vinculante nº 13), tendo mudado “o parecer” 17 meses depois.

Elencado alguns casos de “diarreia do conhecimento”, voltemos ao ponto inicial:

Ao cortar os contratos terceirizados no setor de obras (caminhões, retroescavadeiras e eticétera), o setor deveria trabalhar em horário normal e com todo maquinário, por sinal, um senhor parque de máquinas.

Hoje, o horário é reduzido: das 07 às 13 horas.

Com o deslocamento para os locais onde realizarão os trabalhos, os equipamentos já chegam na hora do “fristick”, ou seja, o camarada faz aquela famosa parada técnica para o café da manhã. Enrola daqui e enrola de lá, a hora de recolher o maquinário haverá chegado.

Em resumo: gasta-se muito mais tempo entre deslocamentos e o “fristick” – do que executando o serviço.

Mais: para sobrar dinheiro para o setor de obras – que não está dando conta do recado desde o início do governo – basta mandar um punhado de cargo comissionado pra casa.

- E cá pra nós: o que tem de comissionado que não faz nada – para não dizer “coça o dia todo” –  é uma abundância.

Se eu fosse o prefeito, o caminho já teria sido definido. Instituiria o PPB imediatamente:

- O que seria? Programa Pé na Bunda!!

7

SEM SURPRESAS

AmizadeAcompanhei e noticiei na Studio FM, a proposta da UJAM – União Jaraguaense das Associações de Moradores para o Legislativo Jaraguaense: reunião entre vereadores e cada Associação de Moradores – aos sábados – para o levantamento das demandas de cada bairro e , consequentemente, o apontamento das prioridades.

Vejam que interessante: a população sabe das dificuldades financeiras do município e cirurgicamente, apontam o que é a prioridade das prioridades.

Entrevistei a Presidente da Câmara Natália Lucia Petri (PMDB), o Presidente da UJAM Laercio Machado e o tema foi levantado na tribuna da Câmara de Vereadores. Convite extensivo à todos os edis.

A primeira reunião estava marcada para o sábado passado – dia 18 de abril – no Bairro Amizade.

Prometi que iria acompanhar e fui!

Pasmem! Dos 11 vereadores com assento na Casa de Leis, apenas a Presidente da Câmara compareceu!!

E o ano que vem – eleições na cara do gol – alguns se lembrarão dos eleitores do referido bairro.

Os moradores apontaram como prioridade, a finalização das obras de tubulação na Rua 13 de Maio e adjacentes – há mais de um ano paralisadas por conta de uma rocha encontrada no local.

A Associação de Moradores deverá tentar uma reunião – ainda nesta semana – com o Prefeito Dieter Janssen (PP), juntamente com o Secretário de Obras Ideraldo Colle (PMDB). Querem estabelecer uma data limite para a finalização.

Se cada Associação de Moradores resolver fazer campanha contra os vereadores faltosos, o Legislativo será totalmente renovado no pleito de 2016!!

3

6 ANOS DEPOIS

IMG_2104 (1)No dia 19 de abril de 2009 – e parece que foi ontem – este espaço foi criado.

E lá se vão 6 anos! Com menor dedicação no último ano – por falta de tempo – mas ainda aqui: firmes, fortes e com materiais inéditos.

Só não perdi as contas dos acessos (por hora, diários, mensais, visitantes únicos) porque o sistema fornece relatórios.

Em 6 anos foram 1.797.881 acessos únicos.

O total de acessos até hoje: 12.298.315

Se dividirmos, os números começam a diminuir, mas nem por isso deixam de ser interessantes:

Por ano: 2.049.719,17 acessos

Por mês: 170.809,931

A nossa última mudança: maior facilidade de carregamento, postagens mais comentadas, mais acessadas, é um presente aos leitores e leitoras – os mais fiéis do sul do mundo.

Se já tive vontade de parar? Já e não foram poucas vezes. Motivos não faltam: falta de tempo, uma despesa onde a conta é só minha, o cansaço do dia a dia. Porém, a razão me diz para “não dar essa alegria” para alguns.

E sou uma pessoa que gosta de contrariar, né?

17

REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL

Daniel Dias

Delegado Daniel Dias – no Studio Atualidades de sábado. (foto OCP online)

No ano fiz uma série de entrevistas com o tema “Adolescentes em atos infracionais” – politicamente correto – Adolescentes em conflito com a Lei”.

Fui buscar “a possível origem, explicações, situações” para servir como “justificativa” para a delinquência infanto-juvenil. Entrevistei psicólogas, delegados de polícia, representante do Ministério Público, Conselheiros (as) Tutelares e pessoas sem cargos específicos.

Na teoria, as explicações brotam da terra.

Agora, o assunto é outro: REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL.

No sábado passado, o tema foi debatido com o Promotor de Justiça Rafael Meira Luz, por sinal, contra a proposta de redução.

Todo conteúdo pode ser ouvido aqui, ó: http://www.studiofm.com.br/#Studio-news/Studio-Atualidades-na-Integra-56/11-de-abril—Debate-sobre-a-redução-da-Maioridade-Penal-3395 (link direto).

Neste sábado, o entrevistado será o Delegado de Polícia Daniel Dias. Com 11 anos de experiência, o seu último caso – tramado e executado em Guaramirim – envolve dois menores e o homicídio de um jovem de 24 anos.

Amanhã no Studio Atualidades – às 07.25 min – o delegado Daniel Dias vai confirmar sua presença no sábado e dar – ainda que “en passant” – o seu ponto de vista sobre a questão.

E aviso de antemão:

- Se por defender penas mais rígidas, as pessoas acham que sou extremado, ouçam o delegado…