Passar para o conteúdo


BALCÃO DE NEGÓCIOS

Postado em Charges.


VAI DAR O QUE FALAR

Proposta do vereador Jeferson Luís de Oliveira (foto) -PSD – lida na sessão de hoje e que deve entrar na pauta de votação na próxima sessão – vai dar o que falar.

O parlamentar quer alterar a Lei que trata da abertura do comércio aos domingos, exatamente no parágrafo único (grifo meu) e que diz:

LEI Nº 4130/2005

ALTERA DISPOSITIVOS DA LEI MUNICIPAL Nº 1.182/88, DE 07 DE JUNHO DE 1988, COM NOVA REDAÇÃO DADA PELAS LEIS NºS 1.375/90, DE 25 DE ABRIL DE 1990 E 2.337/97, DE 13 DE NOVEMBRO DE 1997.

O PREFEITO MUNICIPAL DE JARAGUÁ DO SUL, no uso das atribuições que lhe são conferidas, FAZ SABER a todos os habitantes deste Município que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte Lei:

Art. 1º Os artigos 345 e 346, da Lei Municipal Nº 1.182/88, de 07 de junho de 1988, alterada pelas Leis Nºs 1.375/90, de 25 de abril de 1990, e 2.337/97, de 13 de novembro de 1997, passam a vigorar com as seguintes redações:

Parágrafo único. Para os estabelecimentos comerciais, o funcionamento aos domingos e feriados estará restrito em até 13 (treze) datas durante o ano, desde que previamente definidas, e para abertura do comércio em datas diferentes destas, deverá haver composição entre os sindicatos competentes.”

Segundo Jeferson de Oliveira, a limitação no número de domingos está sendo prejudicial e que “as pessoas vão para outros lugares fazer compras, afinal de contas, aqui está tudo fechado”, justificou.

O vereador disse ainda que “vai abrir quem quiser e também haverá pagamento de horas extras”.

O tema ainda não foi para votação e discussão em plenário, mas vai render.

Postado em Blog.


O QUE NÃO FOI DITO

Lauro Fröelich (PSD) – estranha gratuidade de assessoria

Há mais ou menos 15 dias, a prefeitura de Guaramirim convocou a imprensa para anunciar a execução de uma assessoria especial para efetivar a retomada das atividades do Hospital Santo Antonio.

Na verdade, a coletiva se transformou numa apresentação da empresa que está prestando a tal assessoria. Houve um manancial de elogios a si mesmos e informações controversas, faltantes. O roteiro da entrevista coletiva – apesar do script previamente feito – apresentou falhas e gerou desconfianças.

O primeiro item suspeito: as constantes afirmações de que a “assessoria” estava sendo prestada “gratuitamente” pela empresa. Tal procedimento o que é proibido por Lei e por um justificativa muito simples: como é que a empresa participará de maneira isenta do processo licitatório – se é que vai acontecer um – se há um comprometimento com serviços grátis?

Citando a Santa Casa de Misericórdia do município de Colombo (PR) como “case” de referência, os responsáveis pelo grupo Hospcare  - presentes na coletiva em Guaramirim – não revelaram todas as informações. Questionada, a executiva da empresa Andreia de Azevedo Falkenback – que concedeu entrevista – deu respostas evasivas e inconsistentes.

Em nenhum momento, apesar de ter sido perguntado, o grupo falou em custos para o município.

Fui atrás! Em Colombo, a Santa Casa de Misericórdia está fechada há mais de 2 anos e sob intervenção judicial. Lá, o contrato assinado (feito e refeito sob olhares de 3 Promotores de Justiça), prevê o seguinte:

a – A empresa receberá uma remuneração mensal pela gestão e que está estipulado até determinado valor de faturamento. Alterando o faturamento, a remuneração também será modificada e terá um “plus”.

b – A empresa credenciará prestadores de serviços e há previsão de cobrança pela cessão – uma espécie de franquia

c – A captação de recursos (Estaduais e Federais) faz parte do todo e a empresa fica responsável pela elaboração de projetos de viabilidade.

Procurado mais uma vez, o prefeito de Guaramirim Lauro Fröelich (PSD) deu as seguintes explicações:

1 – Que não sabia da impossibilidade de receber a consultoria gratuitamente, mas que vai providenciar os caminhos legais junto ao jurídico do município.

2 – Que está previsto um aporte de aproximadamente R$ 400.000,00 por mês para o custeio do Hospital Santo Antonio. No custeio, obviamente, está a empresa de consultoria grátis.

3 – Não soube explicar qual modelo de licitação será feito para escolher a empresa que vai gerir os destinos da unidade hospitalar e nem como justificar,  a eventual participação da empresa que está dando consultoria gratuita.

O caso é nebuloso e faltam explicações, senão vejamos:

- Quanto vai custar mensalmente a tal gestão hospitalar?

- O contrato prevê (como em Colombo-PR), comissionamento gradual da empresa?

- Quanto custará para empresas de serviços (exames médicos de alta complexidade, por exemplo), o credenciamento para atender todos os exames?

- Quem fiscalizará contratos, convênios, faturamento de particulares e os “credenciamentos” de fornecedores?

A Câmara de Vereadores de Guaramirim precisa entrar no circuito!

Postado em Blog.


ENQUETEZINHA

Resolvi colocar um enquetezinha básica no ar.

Vote lá e vamos tirar a “temperatura” do momento.

Já disse isso várias vezes, mas não custa repetir: a enquete não possui embasamento científico.

No entanto, é possível avaliarmos dados interessantes.

Vamos ver o resultado!!

Postado em Blog.


OMBUDSMAN

O prefeito de Jaraguá do Sul Dieter Janssen (PP), salvo melhor juízo, precisa de um ombudsman urgente.

Deve ser alguém sem a necessidade de ser um “tremendo puxa-saco” (por conta do salário, óbvio) e que lhe diga com todas as letras – melhor seria um alfabeto inteiro – todas as verdades da sua administração. Há dois anos, o chefe do Executivo está recebendo tapinhas nas costas e há um bando dizendo “mil maravilhas” sobre o que “não está acontecendo”.

Hoje – no tradicional Café Pensante – disse o seguinte:

- Os caras pedem ao prefeito para plantar! Ele autoriza, mas não pergunta o resultado do plantio. Isso quando não plantam sem ele saber…

Não há colheita!!

Estou nas ruas, falo com pessoas, frequento reuniões, recebo uma média de 100 pessoas por mês no meu trabalho e o descontentamento – para economizar na tinta – é generalizado.

Já disse pessoalmente (pelo visto não funcionou) e já escrevi aqui: falta traquejo, falta o viés político, falta urbanidade, falta humanidade, falta trato, falta conhecimento de causa, falta interesse. A impressão que dá: o sujeito espera o final do mês para embolsar “treze contos” e fod, digo, exploda-se o resto!

Basta reparar nas barbaridades que estão fazendo pela cidade!! O segundo escalão manda e executa, o primeiro só quer o dinheiro e o prefeito não sabe de nada!!

Na próxima eleição – e para ganhar – basta que o pretendente tenha o seguinte mote de campanha:

- O candidato que vai mandar!!

Algumas figuras do Paço conseguiram alcançar o ápice em repulsa. São unanimidades!

Há uma grande dificuldade de relacionamento com a Câmara de Vereadores, empresariado e povo, ou seja, todos!

A temperatura será tirada na eleição da nova Mesa Diretora da Câmara de Vereadores e são dois caminhos:

1 – Ter alguém da base como Presidente e tentar recuperar os dois anos perdidos

2 – Perder a eleição na Câmara e constatar o surgimento de uma oposição mais ferrenha e de olho em 2016.

Não reclamem que não avisei!!

Postado em Política.


JUMENTÍCIO

Que o muar perdoe a analogia, mas quem foi o “inteligente” que viu diminuição de velocidade com tachões na Avenida Getulio Vargas em Jaraguá do Sul?

O “busão” estacionado no início da tarde de hoje – por volta de 14.30 min – fez muito motorista lembrar a mãe do autor da brilhante ideia.

Todos precisavam desviar do veículo gigantesco e com isso – adicionando alguns xingamentos – passar por cima dos tachões.

Não há redução de velocidade e aumentou, consideravelmente, o risco de abalroamentos transversais. Se o sujeito não quiser passar por cima dos tachões, a alternativa é esperar alcançar um “vão” entre os enfeites colocados na rua e tentar alcançar a outra pista.

Qualquer jumento sabe que tachões não diminuem velocidade – aliás, o animal é inteligente – menos o pessoal da prefeitura.

Se o motorista permanece no espaço delimitado entre os tachões, a velocidade tende a aumentar. Isso porque os “enfeites” não possuem condão (ótemo) de diminuir aceleração, mas apenas de separar pistas.

Continuam fazendo experiências no trânsito e nós somos as cobaias!!

Postado em Blog.


REUNIÃO

Convidado – e compareci – participei de reunião da Associação de Moradores da Vila Lalau.

Pauta: extinção de estacionamento na Rua Bernardo Dornbusch.

São vários questionamentos de moradores e comerciantes, entre eles, o “modus goela-abaixo” da decisão.

Apontam a periculosidade da via e citam como exemplo: a falta de espaço para carga e descarga – quando caminhões estacionam sobre as calçadas, dificuldades de acesso nas residências por conta do fluxo, sem contar que nas proximidades do Posto Mime, a referida rua volta a afunilar. Nos chamados horário de pico, o tempo ganho no espaço maior da pista com a supressão do estacionamento – com semáforos fora de sincronia – o motorista acaba ficando parado.

Em decisão, os representantes da Associação de Moradores pretendem marcar reunião com o prefeito Dieter Janssen (PP) – em data a ser definida – quando farão a entrega de documento com sugestões e reivindicações.

Há promessa de mobilização.

Apesar do convite, o Paço não mandou representante. A ausência do presidente da UJAM – União Jaraguaense de Associações de Moradores, Laércio Machado, também foi criticada.

Postado em Blog.


FALTA 1 VOTO

Estive na sessão da Câmara de Vereadores de Jaraguá do sul na tarde/noite de hoje.

Três motivos aguçaram minha curiosidade:

1 – A votação do tal projeto que prevê a permuta de um terreno no caso da Ponte do Curtume.

2 – Um convite para uma reunião amanhã – promovida pelo vereador Jocimar de Lima (foto) – PSDC  - sobre transporte escolar em Jaraguá do Sul.

3 – Eleições para a Mesa Diretora da Casa de Leis

A votação do projeto foi adiada. O vereador Amarildo Sarti (PV) pediu vistas e levantou algumas suspeitas:

a) Toda área aponta como APP – Área de Preservação Permanente.

b) Avaliação do terreno (por metro quadrado) muito inferior aos preços praticados no mercado.

Já a reunião de amanhã está mantida. Perguntei ao vereador proponente sobre os motivos e ele me disse o seguinte:

- Veículos em situação irregular

- Denúncia de embriagues ao volante.

- Por pedido de diretoras de escolas.

Segundo Jocimar de Lima, os convidados são muitos: donos da vans, diretores de escolas, pessoal do setor de trânsito da prefeitura, prefeito e até a Polícia Militar.

Sobre a eleição da nova Mesa Diretora, a coisa anda em compasso de espera, tipo: cozinhando em banho-maria. Neste momento, a eleição estaria 6×5 pró vereadores que não fazem parte da base. A vereadora Natália Lucia Petry (PMDB) reafirmou que é candidata e está em busca do sexto voto.

Ao que se sabe e até o presente momento, o Paço ainda não se manifestou em busca do sexto.

Vamos ver no que vai dar e se vai dar alguma coisa!

Postado em Blog.


DANOU-SE

Postado em Charges.


CORRAM

Postado em Charges.