2

BRASÍLIA, ME AGUARDE!

Minhas caras eleitoras e meus caros eleitores catarinenses, nossos ilustres e dignos representantes na Câmara dos Deputados, abaixo, fizeram o dever de casa, direitinho, no episódio da votação (secreta, claro!) que decidiu os destinos da também par(a)lamentar – esta pelo Distrito Federal – Jaqueline Roriz, aquela que pegaram com a mão na botija, (en)sacando 50 contos do cofre do tal de Durval Barbosa.

Como são 513 os senhores deputados federais, é bom registrar a ausências de 60 de suas excelências nesta sessão, pois se 265 votaram pela absolvição, 166 pela cassação, 20 se abstiveram (como se isso fosse moral!), e mais a própria Jaqueline, além do presidente da Casa, que não votam, neste caso, a soma é de 453. E os ausentes? Estavam ausentes… só!

Claro que se os senhores se encontrarem com o seu representante, hoje ou amanhã, ele lhe dirá que estava na turma dos 265. Aliás, se perguntar para os 421 votantes, TODOS dirão que votaram contra a dona Jaqueline.

É assim mesmo, e não vai mudar, pois eles, assim como os nossos senadores, não querem mudar nada que os prejudique. Time que está ganhando – e como! – não se mexe, já diz o ditado.

E você pode perguntar: E o povo? Eu respondo, por eles: O povo é só um detalhe.

Nossos votantes(*) – ou seus suplentes(**) – sim, pois alguns deles os procuraram na última eleição, lembra?, pediram seu voto para ser seu deputado, você os deu, e eles viraram (além das costas para você!) secretários do Governo etc.

Depois deste episódio, me ocorreu o seguinte: estou pensando em dar um grande tombo no erário público – também conhecido por “nosso suado dinheirinho” – agora em 2011, e me candidatar a deputado Federal, em 2014. Ganho a eleição, vou pra Brasília, aguardo estourar a bronca e depois peço, aí sim, para os “meus pares” que deixem quieto, que abafem o caso, que fiquem pianinho… Que tal?

(*) Mauro Mariani, Rogério (Peninha) Mendonça, Edinho Bez, Celso Maldaner, Ronaldo Benedet, Jorginho Mello, Onofre Agostini, Luci Choinacki, Décio Lima, Jorge Boeira, Esperidião Amin.

(**) Como suplentes, votaram Carmen Zanotto, Gean Loureiro, Valdir Colatto, João Pizzolatti que substituem, respectivamente, João Rodrigues, Marco Tebaldi, Paulo Bornhausen e Odacir Zonta.

O deputado Pedro Uczai não marcou sua presença no painel.

 Fui!!!… preparar o santinho (santinho???).

Curt Nees, pensador, 6.4 (cada vez mais indignado com a (falta de) classe política), despachando direto de Jaraguá do Sul, na bela e Santa Catarina. curt.nees@gmail.com

Sergio Peron

2 Comentários

  1. Infelizmente, estima-se que, no Brasil, a cada dia, 165 crianças ou adolescentes sejam vítimas de abuso sexual por parte de adultos. A esmagadora maioria destes casos, acontece dentro de seus próprios lares, onde deveria habitar o amor, impera a dor e a impunidade. Há mais de uma semana Durval Barbosa, o delator procurado pela polícia porque teve a prisão decretada por ser processado por pedofilia, continua em liberdade. Por que?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *