7

O POVO?

O povo é um simples detalhe, algo de importância relativa.

Fui renovar minha CNH agora pela manhã. Ao chegar – por volta de 7.30 da matina (me disseram para ir cedo) – me deparo com uma fila imensa: todo mundo encostado na parede na Ciretran, sol quente e eticétera. Uma hora e meia depois, fui liberado: fotografado e avaliado no exame médico de visão.

Lembrando que entre taxas, cursinho de 4 dias e mais algum para o governo, lá se foram R$ 280 pilas.

O que não entendi, foi o seguinte:

1 – O serviço de fotografia, coleta de digitais e que tais, é terceirizado, mas funciona dentro do prédio da Ciretran

2 – O exame médico, também é terceirizado e da mesma forma, funciona dentro do prédio.

Trocando em miúdos, algo assim: presto um serviço, uso o seu espaço físico e você paga.

Ressalte-se: os serviços de psicologia estão em prédios particulares e próximos

Segundo informações obtidas extra-exames, o número de funcionários (estagiários) vai diminuir, ou seja, as filas tendem a aumentar. Vai acontecer porque está no cronograma de economias detrminado pelo governador Raimundo Colombo (PSD). Os atuais estagiários devem sair nos próximos 30 dias dias e outros deverão passar por cursinho e tra lá lá, chegando ao trabalho lá por março ou abril de 2013.

Enquanto isso, o povo paga a conta e espera na fila.

Sergio Peron

7 Comentários

  1. Mas já foi pior, Peron. Hoje você, ao transferir o veículo paga uma taxa na empresa (terceirizada) especializada, senta lá, toma um café, lê jornal…
    Antes quando era direto no Detran os caras te olhavam de alto a baixo com cara de poucos amigos, mandavam levantar a porcaria do acento de trás pra decalcar uma merd@ de um papelzinho com um lápis e ficavam com cara de bund@ quando encontrassem a porcaria do lacre de placa podre (que eles mesmos colocavam). Era a maior bost@! Isso quando não te passavam pra trás da fila porque chegava algum amigo deles ou algum magnata com seu carrão pra vistorias ou emplacar. Não tenho saudades daquele tempo. Outra coisa: Tá mais do que na hora de tirar a questão do controle de carros das mãos da polícia. Não tem nada a ver com crime. Nos Estados Unidos esse controle está nas mãos de órgãos civis. Polícia tem mais é que pegar bandido, investigar, prender vagabundo para depois a Justiça e nossas leis anacrônicas poderem soltar.

    Trocando em miúdos as “tendências do mercado pós-noventistas”:

    Terceirização: coisa de c*rno.
    Parceiria: coisa de vi@do.
    Cliente: coisa de put@.

    E o povo… o povo, já sabe né?….

  2. Só para esclrecer bem os fatos e acrescentar detalhes no que o Sr. Sérgio Peron diz.
    Há poucos dias fui fazer os procedimentos de emplacamento do meu carro, e lá também só tinha uma pessoa para aten der, mas as senhas tem para as pessoas portadoras de deficiencias, idosas, e etc, mas como ser atendido com diferença se somente uma pessoa atende? Só para entender; tinha 37 pessoas na sala para ser atendidos por uma pessoa, é mais é serviço exercido por funcionários da Prefeitura Municipal, vamos ver agora com o novo Prefeito, pois falou que vai fresolver, vamos esperar para aplaudir ou…….
    E no dia marcado para retirar o documento do veiculo licenciado, me eparei com um Juiz da nossa comarca, sentadinho esperando para ser atedido, acreditem ficou mais de 30 minutops esperando até ser atendido, isto é Jaraguá do Sul.

  3. Quero deixar aqui também minha indignação quanto as auto escolas – meu filho vai fazer a 1ª habilitação – se for a vista ou parcelado todas sem exceção cobram o mesmo valor e dizem abertamente que é um acordo entre elas – em torno de R$ 1.600 – entrei em contato com a ouvidoria do Detran em Florianópolis e disseram que está tudo dentro da lei – andei me informando em Blumenau esse mesmo serviço sai por R$ 1.200 em São Bento do Sul em torno de R$ 1.100 – pra mim isso é Cartel…. Mafia – e o povo de Jaraguá que se f……………

  4. e o transporte público tá uma graaaande merda, obrigando o cidadão a ter que utilizar automóvel. Esta cidade está virada num grande moedor de dinheiro que não se reverte para o bem comum.

  5. Outra: Pra transferir o carro o Detran te cobra uma taxa pra registrar o número do motor (pela vistoria do Detran), mas este só consegue em alguns carros específicos (falta de ferramentas), e no caso de não conseguirem, você pode fazer em uma vistoriadora terceirizada. O problema é que eles já sabem qual carro eles conseguem fazer e qual não dá, e mesmo que seu carro esteja na lista dos que não podem ser feitos, você tem que pagar a taxa do registro pelo Detran, pra depois pagar novamente a taxa de vistoria em uma terceirizada para conseguir o registro. É literalmente rasgar dinheiro.

  6. sr. indignado, mais uma prova que certos empresários de jaraguá, que gostam de arrotar moralidade na política, quando podem, chutam o povo.

  7. O Diter está tentando reviver o Observatório ! (eles prestaram contas dos recursos que receberam da municipalidade ?) Afinal qual foi o trabalho que eles realizaram nos últimos anos ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *