10

É DEMAIS

A atual Legislatura em Jaraguá do Sul  (18ª na contagem) poderá gastar R$1.600.000,00 em transmissões das sessões via TV (produção e TV à cabo) no período de 4 anos.

É muito dinheiro! Ainda mais se pensarmos em resultados tão insignificantes e duvidosos.

O município de Jaraguá do Sul – com população aproximada de 150.000 habitantes – não possui 5% de assinantes do serviço de TV em sinal fechado, ou seja, mais de 95% dos habitantes são impossibilitados de assistirem às sessões. Ora, se a intenção da despesa (significativa, por sinal) é dar transparência aos atos do Legislativo, o ato não cumpre o objetivo.

Por motivos técnicos e pelos altos custo do cabeamento, o sinal  da TV por assinatura está restrito. Mais: o número de assinantes é desconhecido e nunca se fez uma pesquisa sobre a audiência das transmissões legislativas.

Nos dias atuais, o sinal de internet é muito mais eficiente e com cobertura de mais de 90% do território jaraguaense.

Detalhe importante: é possível gastar apenas 10% dos valores previstos com as transmissões.

Com o objetivo de colaborar com o Poder Legislativo, fomos pesquisar a relação de equipamentos para uma transmissão de qualidade via internet (inclusive em Full HD). Uma vez instalados, os custos mensais de transmissão não chegam ao valor de R$1.000,00 por mês.

Vejam:

Frise-se: pedimos apenas um orçamento e com material top de linha. Num processo licitatório, é provável que os preços diminuam.

Se computarmos o valor da aquisição dos equipamentos + a despesa de internet para os próximos 42 meses de transmissão, a despesa mensal será da ordem de R$4.166,00 – resultando em aproximadamente R$ 50.000,00 por ano.

Atualmente, o Legislativo gasta mais de R$ 400.000,00 por ano.

Vamos levar o caso para o Presidente José Osório de Ávila (PSD).

Sergio Peron

10 Comentários

  1. Nós os colocamos lá, agora aceitar com ou sem erros, mas ainda bem cada dia que passa é um dia amenos, quem sabe aprendemos a votar nas próximas eleições.

  2. Peron, você deveria ter se candidatado. Assim teríamos (o povo) forças reais de fazer alguma coisa DE FATO IMPORTANTE como essa da postagem acima – entre tantas outras. Mesmo que recebam as sugestões, DIFICILMENTE IRÃO SE MEXER PARA FAZER ALGUMA COISA no sentido de resolver adequadamente esta e outras questões.
    Cada um destes senhores que lá estão, entrou com seus propósitos eleitoreiros e mesquinharias pessoais as mais diversas, NENHUMA CONTEMPLANDO DE FATO OS INTERESSES REAIS E JUSTOS DA POPULAÇÃO.
    A coisa toda é setorizada: um ou dois se preocupa com FUTEBOL ou esportes, coisa de UTILIDADE DISCUTÍVEL frente às reais necessidades da população. Outros representam interesses de loteadores, ou de centros de umbanda, ou de extratores de areia, saibro.
    Outros ainda NEM SABEM o que estão fazendo lá – talvez a maioria – entraram nessa por causa do salário (DEMASIADAMENTE ALTO, POR SINAL) e de seus poderes de indicar esta ou aquela obra em seus respectivos currais eleitorais (bairros), isso porque TODO O SISTEMA, do jeito que está, deixa a claríssima impressão de que cada vereador representa – ou quer representar – este ou aquele bairro.
    Então, algo que represente uma solução para um TODO, um conjunto de coisas que favoreça a comunidade – como esta economia imensa que seria feita com a proposição de extinguir a TV Câmara e transmitir apenas via internet, dificilmente encontrará respaldo entre esses que alí estão, porque ações assim acabam não sendo “visíveis” aos moradores de determinada localidade. Vamos apostar pra ver o que vão fazer com essa (ótima) sugestão acima?
    Aqui vai minha aposta: – Vão bater uma boa pun… sobre o assunto (para não dizer que não fizeram nada) e depois ARQUIVÁ-LO, (por pressões externas, interesses de alguma empresa envolvida, etc….).

  3. Peron.
    Sem contar que nesses 5 anos de funcionamento, a TV Camara já consumiu algo em torno de R$ 1.700.000,00 ou R$ 340.000,00 POR ANO.

  4. Senhores Vereadores, se alguém de vocês não tem capacidade e criatividade olhem o documento acima, através de orçamentos e comparações que se faz economia, usem como exemplo o que o Peron apresentou também em outras áreas afinal de contas os senhores estão sendo muito bem pagos e seus assessores também. Quem sabe podemos lhes ajudar dando dicas.

  5. Lavajato, esses caras estão KHNDO E ANDANDO para as dicas. Assim como provavelmente TAMBÉM PARA AS CRÍTICAS, pois sabem que a cada 4 anos, tem sempre uma LEGIÃO DE MANÉS e BARGANHADORES DE VOTO dispostos a recolocá-los lá a troco de “tapinhas nas costas” e os etcs de sempre.

  6. PERON, ACHO QUE VC NÃO ENTENDEU …..!!
    QUANTO MAIS CARO…..MELHOR…..
    QUERIA VER SE FOSSE COM O DINHEIRO DELES.

  7. Grande ideia…. Inacreditável como essa câmara possui tanta gente incapacitada e sem cuidado com o dinheiro publico, acredito que isso tenha sido um tapa na cara sem vergonha na população Jaraguaense, gastar 400 mil reais por ano em televisionamento que ninguém vê!!!!! Caraca quando eu vejo aquela merd…. pela internet não deve ter mais de 200 pessoas assistindo também!!!! É uma falta de vergonha na cara essa proposta e não tem cabimento !!!! Se precisar eu me candidato por um dia para filmar…… rsrsr , por que eu tenho certeza que os nobres vereadores irão colocar outro cargo comissionado na câmara!!!!

  8. ,,,MANDA CORTAR A TV
    ,,,TUDO NA INTERNET

    ,,,,,,,,,,,,,,,,,,TV É CARO
    ,,,,,INTERNET DE GRAÇA

    …… NA TV POUCA GENTE VE , OU NINGUEM
    …..NA INTERNET MUITA GENTE VE OU QUASE TODOS VÃO VER A MERDA QUE FAZEM

    ESTÃO FAZENDO LEIS SÓ PRA ELE , O POVO QUE SE DANE

  9. Se investir esse dinheiro dava pra montar um TRÊS emissoras de televisão e apenas na internet que todos tem acesso, seria muito melhor tem um Web Tv do que esse canal na Net que ninguém assiste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *