2

CABEÇAS A PRÊMIO

 inimigoA dancinha de cadeiras promovida pelo prefeito de Jaraguá do Sul Dieter Janssen (PP) – mixuruca, por sinal – conseguiu descontentar dois lados.

Há removido – praticante da política de boteco e tramas contra o Paço – conspirando em mesa de bar, planejando vinditas e reunindo os asseclas para estender tentáculos.

Por outro lado, os responsáveis pelas mudanças perceberam que as alterações serviram apenas para dar munição – pensada e repensada entre copos e mais copos de chopp.

A base aliada aponta e oferece a bandeja para que recebam 4 cabeças. São pessoas tidas como inexperientes, incompetentes, desagregadoras, traiçoeiras e que – politicamente falando – estão depondo contra a administração.

Inconfiáveis – definem!

Pior: estão buscando ampliar o número de conspiradores nas mais diferentes hostes do Poder e fora dele.

Há muita mágoa e ódio mortal sendo destilado.

São os chamados “inimigos na trincheira”.

– Abra o olho, seu Dieter Janssen!! A intenção é derrubá-lo e levar mais alguns…

Aliados de ontem – inimigos hoje!

Sergio Peron

2 Comentários

  1. Então,

    Daqui prá frente será assim, porque? ora! SOBREVIVÊNCIA FINACEIRA. Em época de “vaca magra” que se prenuncia ser de grande duração, quem não vai querer uma “galinha morta” na Administração Pública Municipal? Essa é a verdade – MUITA “!MARICAGEM”, MALÇEDICÊNCIA, DEVE TÁ ROLANDO.


    Por Mônica B. de Bolle

    O Brasil? O Brasil após quatro anos de bagunça macroeconômica precisa vender um ajuste fiscal necessário, porém intragável em momento de tamanha fragilidade. Ajuste que prevê – por erros do passado recente, diga-se – uma reoneração do setor produtivo brasileiro, sem que se tenha qualquer garantia de que isso vá alavancar o crescimento nos próximos anos. Afinal, não há estratégia de médio prazo. Há apenas o carro de bombeiros chefiado por Levy, soando buzinas e apitaços, enquanto a população sai às ruas e promove panelaços. ”


    Por Mansueto Almeida

    6) A tendência no curto prazo é de piorar o ambiente econômico. O ajuste fiscal será baseado em uma contenção forte de gastos, mas para as metas prometidas serem cumpridas será necessário forte aumento de carga tributária no biênio 2015-2016. Não há perspectiva de crescimento do investimento público e privado, crescimento será baixo com aumento do desemprego. Não haverá a recuperação rápida da economia como ocorreu em 1999 e 2003. Agora o ajuste será mais longo e com menos crescimento.
    7) O governo parece perdido e a nova “equipe” econômica é formada apenas por cinco pessoas novas no governo. As demais apenas mudaram de cadeira e a única pessoa que fala todas as semanas sobre a necessidade de ajuste com convicção é o Ministro da Fazenda. Os demais economistas da “equipe” econômica não se manifestam e vários políticos da base aliada se manifestam contra as medidas propostas pelo próprio governo.
    8) Qual o resultado disso tudo? Não sei, mas há vários motivos para ficarmos preocupados. Se o Brasil passar por mais um ciclo de crescimento baixo, isso significará uma grande frustração da população com o governo, pois as demandas das ruas por melhores serviços de saúde, educação, segurança etc. não serão atendidas por falta de recursos financeiros (arrecadação).
    Vamos ter ainda muitas emoções ao longo das próximas semanas e meses ”

    Estamos apenas na metade do terceiro mês do ano, a crise está apenas no começo, o govêrno federal reajustou as contas sob seu controle direto – energia e combustíveis – quando o ajuste fiscal for aprovado, aí sim, de fato a situação vai piorar, e muito, o Estado Brasileiro ESTÁ FALIDO! PRECISA FAZER CAIXA, OU SEJA ARRECADAR, óbvio para fazer frente aos compromissos assumidos.

    2016 – Fico a imaginar Jaraguá do sul, na órbita política, vai ser trágico-cômico, no mínimo uns 06 candidatos a prefeito, as “eternas” “bostas” de sempre, haaa………! – Natália, Jean, Maristela, Fedra, Dionei (?), … , alguns outros “cagalhões” menos expressivos.
    Pela primeira vez em sua história a PMJS enfrentá dias difíceis ,desmistificando a falsa ilusão criada de prefeitura “rica”.

    “NÃO FAÇAM DÍVIDAS. MANTENHAM A VIDA REGRADA”

    Prosegue o féretro!

  2. Solução: Com 72% de rejeição, joga o boné, ou pede a conta!. Tira daqui, bota pra lá e a sacanagem continua! Vai Sangrar até o fim!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *