Sergio Peron

12 Comentários

  1. Então!

    A bem da verdade é que a Administração Pública tornou-se empregatícia, nas três esferas – Federal, estadual e municipal – Onde vigora a ” Patifaria Administrativa Pública do Favoritismo ” através dos cargos-comissionados, sem nenhum controle “de qualidade” seja administrativo, acadêmico ou moral.

    Administrativo – Por exemplo, a Dilma pode nomear um comissionado com cargo lotado no Amazonas, o sujeito morando em Santa Catarina; O Colombo pode nomear um comissionado com cargo lotado em Criciúma, o sujeito morando de Chapecó. A nível municipal fica mais difícil, a “artimanha” fica nas nomenclaturas de titularizações inócuas e ridículas.

    Acadêmico – Determinado nível de formação é exigido somente quando a titularização exige. Exemplo esdruxulo – Aqui em Jaraguá apesar da titularização “pomposa” ASSESSOR PARLAMENTAR, quem lê acha que é uma coisa extraordinária – Pura “balela”, necessita apenas ser alfabetizado, ou seja, expressar verbalmente e escrever apenas o nome e contar de 1 a 10. Tive um prof. de pós-graduação de MBA aqui em Jaraguá que era advogado e assessor parlamentar de um vereador de Jaraguá – Contraste Notável! – A partir de então comecei a estudar a matéria, heee…… – A NECESSIDADE SUPERA A VAIDADE – “Samba do Crioulo Doido” – O QUE VALE É A “BOQUINHA”

    Moral – Maior rigor seletivo.

    Em suma:

    O partido político ou coligação que assume o “Poder”, se acha no direito de não exonerar, tendo em vista que o anterior não o fez, se sente no direito de usufruir e gozar das facilidades e privilégios que os antecessores tiveram.

    CONSEQUÊNCIAS DA “PATIFARIA PÚBLICA DO APADRINHAMENTO” :


    SENADO TEM MAIS ‘BOQUINHAS’ QUE FUNCIONÁRIOS. SÃO 2.840 SERVIDORES CONCURSADOS E 3.364 APADRINHADOS

    É de cair o queixo o quadro funcional do Senado: são 2.840 servidores efetivos e 3.364 comissionados, que são nomeados sem concurso. Média de 77 funcionários para cada um dos 81 senadores. Essa estrutura é tão dispensável, que até já foi aprovada na Comissão de Constituição e Justiça a regra que limita o número de comissionados a 10% ao número de efetivos. Atualmente, equivale a 118% do total.

    Enquanto muitos brasileiros se viram com salário mínimo, os salários dos comissionados no Senado podem superar os R$ 22 mil.

    Além dos salários, os comissionados recebem também R$ 835 a título de auxílio-alimentação, que custa mais de R$ 2,8 milhões por mês.

    Entre os 3.692 aposentados do Senado, há oito casos de “boquinhas” sem concurso que foram perenizadas e rendem até R$ 19 mil por mês.

    O Senado gasta R$ 274 milhões todos os meses só com pagamento de salários e benefícios a servidores, concursados e apadrinhados.

    CONSEQUÊNCIA DIRETA:

    Desde que frequento o grupo nunca vi tanta propaganda, pedido de ajuda por roupa, cesta básica, etc e pedido de emprego também. De uns dois meses pra cá, descambou a coisa.

    Pessoa 1: Boa noite pessoal meu nome é Beatriz eu estou aqui agora falando com vocês eu estou precisando de ajuda meu esposo Tá desempregado só tá eu trabalhando eu tô precisando de ajuda que alguém puder me ajudar eu agradeço muito meu aluguel tá chegando não tenho dinheiro para completar, se alguém puder me ajudar eu agradeço muito muito obrigado vocês tenha uma boa noite para todos preciso de ajuda de vocês que ajuda vai vir muito bem recebido Muito obrigado

    Pessoa 2: Mais uma vez venho pedir por favor,se sabem de alguém que ta precisando de gente pra trabalha,pode ser faxineira ou ate diarista.E pra mim,estou muito precisando trabalhar.Só meu marido que trabalha e tenho um filho de 11 meses.Olha eu tbm passo roupa fora.Se alguém saber de alguém ou se interessou e só me chama.
    Desde já agradeço muito

    Pessoa 3: Bom dia, alguém sabe aonde estão precisando de gente para trabalhar, se alguém souber por favor entre em contato comigo obrigada desde já! Bom dia


    É isso aí!

    2015 – Acabou administrativamente. Final de ano apertadíssimo. Combustíveis aumentaram, heee…. , litro uns 3,70 em média, Início da temporada da “HEMORRÓDA INFLAMADA”.

    2016 – ‘ANO DA HEMORROIDA INFLAMADA”. Na PMJS, quem tem, não quer perder, quem não tem, quer obter, e agora? equação não fecha. O trágico será ‘apostar” no cavalo ou égua que irá ganhar o “Grande Prêmio”? Ápice da crise.

    2017 – “UM DESGRAÇADO PIOR QUE O OUTRO, SUCEDENDO O OUTRO”

    2018 – Estudo do “congelamento do triênio”

    2019 – O futuro a Deus pertence!

    heee……

    País depravado, em termos político e administrativo, é assim mesmo!

    NÃO FAÇAM DÍVIDAS, MANTENHAM A VIDA REGRADA.

    Segue o féretro!

  2. Esses VAGABUNDOS e seu SINDICATO DO CRIME estão com seus DIAS CONTADOS! Infeluzmente já sabemos que esse PORCO CACHACEIRO e sua BONECA INFLAVEL DE HALOWEEN DA BULGÁRIA JAMAIS IRÃO PARA A CADEIA porque sempre conseguirão empurrar algum boi de piranha em seu lugar, exatamente como esse MOLUSCO FILHO DA PUTA SEMPRE FEZ durante as greves do ABC, em que a polícia descia o k7 nos CUmpanheros que o SUÍNO DE 9 DEDOS DELATAVA FACILMENTE NO DOPS, mediante algumas ameaças de tortura “horríveis” , como obrigá-lo a ler um livro, por exemplo.

  3. Infelizmente o “corrupto desconhecido” continuará desconhecido porque os verdadeiros intere$$ados querem que assim continue e as investigações continuem só para um lado.

  4. Tudo começa a corrupção no serviço e administração publica, sendo omissos quando deveríamos em nos preocupar com a verdade, e sermos parceiros e adeptos da lealdade e compromisso na construção de uma sociedade mais justa, mais limpa e um futuro mais próximo e bonito para os nossos filhos e amigos em geral.
    Quando apontamos os erros, os desvios de conduta, de numerários públicos em prol do próprio bolso e dos sócios, estamos analisando e julgando os outros e não abrimos os olhos ao nosso lado, que as vezes está acontecendo em proporcionalidade pior.
    Dito isso, é importante analisarmos o que acontece em Jaraguá do Sul, NO MEU ENTENDIMENTO, enquanto pessoas que se preocupam com partidos que apenas é uma sigla que pouco representa, bem! para mim, mas para outros Sigla representa poder, direito, sinônimo de falcatruas, roubalheira e para outros é classificado como o ninho dos ladrões etc. Continuando com a analise seriam capazes de dizer que no seu ninho, sua casa, seu trabalho que você participa! no seu Partido, no seu clube; não existe desvio de conduta, postura, formação, simplificando a OVELHA NEGRA?
    Então quando vejo alguém, seu FPA, ladrões, e ai vai longe, eu penso que essa pessoa é mais um querendo o espaço em aparecer que também é mais um.
    Primeiro concluir, vejo em Jaraguá do Sul, que uma brisa no canto da PMJS, é um furacão que a mídia faz em prol da incompetência administrativa nesses últimos anos, porque não é só do atual governo Municipal.
    O Jornal específico OCP, faz um papel de parentesco, na tentativa de salvar a conduta do Mandatário, não se importando com as mentiras editadas, mas entendo que está fazendo um papel perigoso e colocando em risco a credibilidade de anos, anos da existência do nome OCP.
    Quando se publica uma economia sem provar é pior que vir a tona os desvio e falcatruas na administração pública, e Jaraguá há alguns dias está mostrando isso.
    Quando temos leitores e quem posta alguma coisa deveria ter o cuidado com a ofensa direta e indireta e sem provar, achando que está fazendo um bem a sociedade, muito pelo contrário, está criando um circulo de analfabetos, incompetentes, e persona não grata de uma sociedade que luta por um dia de amanhã mais belo limpo e uma sociedade alegre, mesmo que a situação financeira de cada um não seja a mais bela, mas o mais importante a VIDA QUE DEUS NOS DEU, limpa e serena e nós não estamos cultivando isso, mas preferimos sujá-la com palavras que é a mais perversa da Arma, do bem ou do Mal.

  5. “Nietzsche.
    Genial!!!! Será que estão falando do FHC???? kkkkkkkkkkkkk”

    Tão falando da TUA MÃE seu trouxa!
    Petralha SEM-VERGONHA! Carrapato de saco de lula.

  6. Depois eu é que sou militante…kkkk…ficou revoltadinho, é? É mais fácil querer jogar tudo em cima do PT, e achar que isso vai acabar definitivamente com todos os problemas, quando na realidade todos os partidos estão envolvidos…Em cima daquela lápide deveria ter um tucaninho também, ao invés só da estrela. Mas não vou ficar especulando, como você faz. Veja:

    http://cnews.com.br/cnews/noticias/91600/fhc_foi_alertado_sobre_escandalo_na_petrobras

    E aí, ainda acha que estou errado? Parafraseando o Boechat….VAI PROCURAR UMA ROLA!!!!!!

  7. Quantos quilos de mortadela se compra com trinta moedas de prata? Ou com vinte mil reais por mês?

    “É mais fácil querer jogar tudo em cima do PT, e achar que isso vai acabar definitivamente com todos os problemas,”

    Tem “razão”. A culpa “não é” do PT. A culpa é dos MILITARES DE 64, QUE NÃO DERAM CABO DESSA CORJA DURANTE AS SURUBAS DA CÚ-MPANHERADA NOS ACAMPAMENTOS DO ARAGUAIA, EM QUE ESTAVAM TODOS BÊBADOS TOMANDO TEQUILA E FUMANDO CHARUTOS CUBANOS!
    PODERIAM TER DIZIMADOS ESSES FILHOS DA PUTA POR LÁ MESMO E ASSIM NÃO TERÍAMOS ESSE EXEMPLAR DE JABURÚ DA BULGÁRIA ENCHENDO O SACO hoje em dia. É ela que está na presidÂNCIA, mas o “culpados” são SEMPRE “os outros”, haja o que houver.
    Engraçado isso… é a história se repetindo! Hitler TAMBÉM ACHAVA QUE TODO MUNDO ERA CULPADO – MENOS ELE!
    Qualquer semelhança não terá sido mera coincidência. Seres abjetamente autoritários costumam compartilhar do mesmo modus operandi.

    Sobre procurar rola, o especialista nisso aqui é VOCÊ. Você, a rola do lula e a mortadela da dilma – uma ETERNA PARCERIA! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk……..

  8. O Golpe Militar Civil só ocorreu não por causa do “perigo comunista” mas sim pelas políticas sociais que beneficiava os trabalhadores (reforma agrária, aumento do salário mínimo, direitos dos trabalhadores rurais, 13 salário) que desagradou a elite econômica que politicamente com Lacerda criaram em plena guerra fria uma campanha de que o governo era comunista inflamando os militares o derrubarem do poder.

    É MUITO FÁCIL SENTADO NO SOFÁ DE QUE OS MILITARES DEVERIAM DIZIMAR OS OPOSITORES A DITADURA, SÓ QUE NÃO FORAM SÓ GUERRILHEIROS QUE ELES PERSEGUIRAM, FORAM RELIGIOSOS, PROFISSIONAIS LIBERAIS, JORNALISTAS, PROFESSORES, ESTUDANTES… QUALQUER UM QUE PUBLICAMENTE SE OPUNHA AO REGIME VIGENTE.

    (QUERO VER SUA FANFARRONICE NA FRENTE DOS FAMILIARES DE MORTOS E DESAPARECIDOS QUE LUTARAM PELA DEMOCRACIA…)

    MORTES RECONHECIDAS OFICIALMENTE:
    1964

    Albertino José de Oliveira
    Alfeu de Alcântara Monteiro
    Ari de Oliveira Mendes Cunha
    Astrogildo Pascoal Vianna
    Bernardinho Saraiva
    Carlos Schirmer
    Dilermando Mello do Nascimento
    Edu Barreto Leite
    Ivan Rocha Aguiar
    Jonas José Albuquerque Barros
    José de Sousa
    Labib Elias Abduch
    Manuel Alves de Oliveira

    1965

    Severino Elias de Melo

    1966

    José Sabino
    Manoel Raimundo Soares

    1967

    Milton Palmeira de Castro

    1968

    Clóvis Dias Amorim
    David de Souza Meira
    Edson Luiz de Lima Souto
    Fernando da Silva Lembo
    Jorge Aprígio de Paula
    José Carlos Guimarães
    Luis Paulo Cruz Nunes
    Manoel Rodrigues Ferreira
    Maria Ângela Ribeiro
    Ornalino Cândido da Silva

    1969

    Antônio Henrique Pereira Neto (Padre)
    Carlos Marighella
    Carlos Roberto Zanirato
    Chael Charles Schreier
    Eremias Delizoikov
    Fernando Borges de Paula Ferreira
    Hamilton Fernando Cunha
    João Domingos da Silva
    João Lucas Alves
    João Roberto Borges de Souza
    José Wilson Lessa Sabag
    Luiz Fogaça Balboni
    Marco Antônio Brás de Carvalho
    Nelson José de Almeida
    Reinaldo Silveira Pimenta
    Roberto Cietto
    Sebastião Gomes da Silva
    Severino Viana Colon

    1970

    Abelardo Rausch Alcântara
    Alceri Maria Gomes da Silva
    Ângelo Cardoso da Silva
    Antônio Raymundo Lucena
    Ari de Abreu Lima da Rosa
    Avelmar Moreira de Barros
    Dorival Ferreira
    Edson Neves Quaresma
    Eduardo Collen Leite
    Eraldo Palha Freire
    Hélio Zanir Sanchotene Trindade
    Joaquim Câmara Ferreira
    Joelson Crispim
    José Idésio Brianesi
    José Roberto Spinger
    Juarez Guimarães de Brito
    Lucimar Brandão Guimarães
    Marco Antônio da Silva Lima
    Norberto Nehring
    Olavo Hansen
    Roberto Macarini
    Yoshitame Fujimore

    1971

    Aderval Alves Coqueiro
    Aldo de Sá Brito de Souza Neto
    Amaro Luís de Carvalho
    Antônio Sérgio de Matos
    Carlos Eduardo Pires Fleury
    Carlos Lamarca
    Devanir José de Carvalho
    Dimas Antônio Casemiro
    Eduardo Antônio da Fonseca
    Flávio de Carvalho Molina
    Francisco José de Oliveira
    Gerson Theodoro de Oliveira
    Iara Iavelberg
    Joaquim Alencar de Seixas
    José Campos Barreto
    José Gomes Teixeira
    José Milton Barbosa
    José Raimundo da Costa
    José Roberto Arantes de Almeida
    Luís Eduardo da Rocha Merlino
    Luís Hirata
    Luiz Antônio Santa Bárbara
    Manoel José Mendes Nunes de Abreu
    Marilene Vilas-Boas Pinto
    Mário de Souza Prata
    Maurício Guilherme da Silveira
    Nilda Carvalho Cunha
    Odijas Carvalho de Souza
    Otoniel Campos Barreto
    Raimundo Eduardo da Silva
    Raimundo Gonçalves Figueiredo
    Raimundo Nonato Paz ou “Nicolau 21”
    Raul Amaro Nin Ferreira

    1972

    Alex de Paula Xavier Pereira
    Alexander José Ibsen Voeroes
    Ana Maria Nacinovic Corrêa
    Antônio Benetazzo
    Antônio Carlos Nogueira Cabral
    Antônio Marcos Pinto de Oliveira
    Arno Preis
    Aurora Maria Nascimento Furtado
    Carlos Nicolau
    Danielli Célio Augusto Valente da Fonseca
    Fernando Augusto Valente da Fonseca
    Frederico Eduardo Mayr
    Gastone Lúcia Beltrão
    Gelson Reicher
    Getúlio D’Oliveira Cabral
    Grenaldo de Jesus da Silva
    Hélcio Pereira Fortes
    Hiroaki Torigoi
    Ismael Silva de Jesus
    Iuri Xavier Pereira
    Jeová de Assis Gomes
    João Carlos Cavalcanti Reis
    João Mendes Araújo
    José Bartolomeu Rodrigues de Souza
    José Inocêncio Pereira
    José Júlio de Araújo
    José Silton Pinheiro
    Lauriberto José Reys
    Lígia Maria Salgado Nóbrega
    Lincoln Cordeiro Oest
    Lourdes Maria Wanderly Pontes
    Luís Andrade de Sá e Benevides
    Marcos Nonato da Fonseca
    Maria Regina Lobo Leite Figueiredo
    Míriam Lopes Verbena
    Ruy Osvaldo Aguiar Pfitzenreuter
    Valdir Sales Saboya
    Wilton Ferreira

    1973

    Alexandre Vannucchi Leme
    Almir Custódio de Lima
    Anatália de Souza Alves de Mello
    Antônio Carlos Bicalho Lama
    Arnaldo Cardoso Rocha
    Emanoel Bezerra dos Santos
    Eudaldo Gomes da Silva
    Evaldo Luís Ferreira Sousa
    Francisco Emanoel Penteado
    Francisco Seiko Okama
    Gildo Macedo Lacerda
    Helber José Gomes Goulart
    Henrique Ornelas Ferreira Cintra
    Jarbas Pereira Marques
    José Carlos Novaes da Mata Machado
    José Manoel da Silva
    José Mendes de Sá Roriz
    Lincoln Bicalho Roque
    Luís Guilhardini
    Luís José da Cunha Manoel Aleixo da Silva
    Manoel Lisboa de Moura
    Merival Araújo
    Pauline Philipe Reichstul
    Ranúsia Alves Rodrigues
    Ronaldo Mouth Queiroz
    Soledad Barret Viedma
    Sônia Maria Lopes Morais

    1975

    José Ferreira de Almeida
    Pedro Gerônimo de Souza
    Vladimir Herzog

    1976

    Ângelo Arroyo
    João Baptista Franco Drummond
    João Fosco Penito Burnier (Padre)
    Manoel Fiel Filho
    Pedro Ventura Felipe de Araújo Pomar

    1977

    José Soares dos Santos

    1979

    Alberi Vieira dos Santos
    Benedito Gonçalves
    Guido Leão
    Otacílio Martins Gonçalves
    Santo Dias da Silva

    1980

    Lyda Monteiro da Silva
    Raimundo Ferreira Lima
    Wilson Souza Pinheiro

    1983

    Margarida Maria Alves

    Outras Mortes:

    Afonso Henrique Martins Saldanha
    Antônio Carlos Silveira Alves
    Ari da Rocha Miranda
    Catarina Abi-Eçab
    Iris Amaral
    Ishiro Nagami
    João Antônio Abi-Eçab
    João Barcellos Martins
    José Maximiniano de Andrade Neto
    Luiz Affonso Miranda da Costa Rodrigues
    Newton Eduardo de Oliveira
    Sérgio Correia
    Silvano Soares dos Santos
    Zuleika Angel Jones

    Mortes no Exílio:

    Ângelo Pezzuti da Silva
    Carmem Jacomini
    Djalma Carvalho Maranhão
    Gerosina Silva Pereira
    Maria Auxiliadora Lara Barcelos
    Nilton Rosa da Silva
    Therezinha Viana de Assis
    Tito de Alencar Lima (Frei)

    Desaparecidos no Brasil:

    Adriano Fonseca Fernandes Filho
    Aluísio Palhano Pedreira Ferreira
    Ana Rosa Kucinski Silva
    André Grabois
    Antônio “Alfaiate”
    Antônio Alfredo Campos
    Antônio Carlos Monteiro Teixeira
    Antônio de Pádua Costa
    Antônio dos Três Reis Oliveira
    Antônio Guilherme Ribeiro Ribas
    Antônio Joaquim Machado
    Antônio Teodoro de Castro
    Arildo Valadão
    Armando Teixeira Frutuoso
    Áurea Eliza Pereira Valadão
    Aylton Adalberto Mortati
    Bergson Gurjão Farias
    Caiupy Alves de Castro
    Carlos Alberto Soares de Freitas
    Celso Gilberto de Oliveira
    Cilon da Cunha Brun
    Ciro Flávio Salasar Oliveira
    Custódio Saraiva Neto
    Daniel José de Carvalho
    Daniel Ribeiro Callado
    David Capistrano da Costa
    Dênis Casemiro
    Dermeval da Silva Pereira
    Dinaelza Soares Santana Coqueiro
    Dinalva Oliveira Teixeira
    Divino Ferreira de Souza
    Durvalino de Souza
    Edgard Aquino Duarte
    Edmur Péricles Camargo
    Eduardo Collier Filho
    Elmo Corrêa
    Elson Costa
    Enrique Ernesto Ruggia
    Ezequias Bezerra da Rocha
    Félix Escobar Sobrinho
    Fernando Augusto Santa Cruz Oliveira
    Francisco Manoel Chaves
    Gilberto Olímpio Maria
    Guilherme Gomes Lund
    Heleni Telles Ferreira Guariba
    Helenira Rezende de Souza Nazareth
    Hélio Luiz Navarro de Magalhães
    Hiram de Lima Pereira
    Honestino Monteiro Guimarães
    Idalísio Soares Aranha Filho
    Ieda Santos Delgado
    Ísis Dias de Oliveira
    Issami Nakamura Okano
    Itair José Veloso
    Ivan Mota Dias
    Jaime Amorim Miranda
    Jaime Petit da Silva
    Jana Moroni Barroso
    João Alfredo Dias
    João Batista Rita
    João Carlos Haas Sobrinho
    João Gualberto
    João Leonardo da Silva Rocha
    João Massena Melo
    Joaquim Pires Cerveira
    Joaquinzão
    Joel José de Carvalho
    Joel Vasconcelos Santos
    Jorge Leal Gonçalves Pereira
    Jorge Oscar Adur (padre)
    José Humberto Bronca
    José Lavechia
    José Lima Piauhy Dourado
    José Maria Ferreira Araújo
    José Maurílio Patrício
    José Montenegro de Lima
    José Porfírio de Souza
    José Roman
    José Toledo de Oliveira
    Kleber Lemos da Silva
    Libero Giancarlo Castiglia
    Lourival de Moura Paulino
    Lúcia Maria de Sousa
    Lúcio Petit da Silva
    Luís Almeida Araújo
    Luís Eurico Tejera Lisboa
    Luís Inácio Maranhão Filho
    Luiz Renê Silveira e Silva
    Luiz Vieira de Almeida
    Luíza Augusta Garlippe
    Manuel José Nurchis
    Márcio Beck Machado
    Marco Antônio Dias Batista
    Marcos José de Lima
    Maria Augusta Thomaz
    Maria Célia Corrêa
    Maria Lúcia Petit da Silva
    Mariano Joaquim da Silva
    Mario Alves de Souza Vieira
    Maurício Grabois
    Miguel Pereira dos Santos
    Nelson de Lima Piauhy Dourado
    Nestor Veras
    Norberto Armando Habeger
    Onofre Pinto
    Orlando da Silva Rosa Bonfim Júnior
    Orlando Momente Osvaldo Orlando da Costa
    Paulo César Botelho Massa
    Paulo Costa Ribeiro Bastos
    Paulo de Tarso Celestino da Silva
    Paulo Mendes Rodrigues
    Paulo Roberto Pereira Marques
    Paulo Stuart Wright
    Pedro Alexandrino de Oliveira Filho
    Pedro Carretel
    Pedro Inácio de Araújo
    Ramires Maranhão do Vale
    Rodolfo de Carvalho Troiano
    Rosalino Souza
    Rubens Beirodt Paiva
    Ruy Carlos Vieira Berbert
    Ruy Frazão Soares
    Sérgio Landulfo Furtado
    Stuart Edgar Angel Jones
    Suely Yumiko Kamayana
    Telma Regina Cordeiro Corrêa
    Thomaz Antônio da Silva Meirelles Neto
    Tobias Pereira Júnior
    Uirassu de Assis Batista
    Umberto Albuquerque Câmara Neto
    Vandick Reidner Pereira Coqueiro
    Virgílio Gomes da Silva
    Vitorino Alves Moitinho
    Walquíria Afonso Costa
    Wálter de Souza Ribeiro
    Wálter Ribeiro Novaes
    Wilson Silva

    E CENTENAS DE DESAPARECIDOS…

  9. “”PODERIAM TER DIZIMADOS ESSES FILHOS DA PUTA POR LÁ MESMO E ASSIM NÃO TERÍAMOS ESSE EXEMPLAR DE JABURÚ DA BULGÁRIA ENCHENDO O SACO hoje em dia (…) Seres abjetamente autoritários costumam compartilhar do mesmo modus operandi.””””

    kkkkkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Tá aí a prova, fascista!

  10. Olá Nietzsche quanto tempo

    O problema de quem não conhece a história do Golpe Militar Civil de 1964 é acreditar que os militares só perseguiam guerrilheiros comunistas.

    Qualquer um que se opunha publicamente contra o regime militar era “recolhido e fichado para averiguações”. E em todas as cidades existiam os representantes do regime que delatavam possíveis subversivos.
    E se houvesse alguma duvida sobre o preso ter alguma ligação com grupos de subversivos automaticamente era levado para os porões do DOI-CODI para interrogatórios “mais evasivas” que se baseavam em torturas e ameaças de morte a parentes.

  11. "descumprimento de acordos, desvalorização da sigla e distorções pragmáticas nos procedimentos, o que fere os princípios petistas." É O FIM DO REINADO DAS MORTADELAS E DAS INCOMPETÊNCIAS DA BULGÁRIA!

    Engraçado que os CÚmunas só fazem “listinhas vermelhas”, os militares CHACINADOS TORTURADOS E MORTOS NO CUMPRIMENTO DO DEVER PELA TUA TURMA DE VAGABUNDO (ATUALMENTE ABOLETADA NO “PUDÊ”) estes não aparecem em listinha NENHUMA desses “ardorosos” defensores dos “DIREITUS DUSMANO”.
    Argumentar com DUAS BICHINHAS COMUNISTAS só pode dar nisso mesmo. Vão estudar seus trouxas! Não têm a MENOR IDÉIA do que foi o perído militar neste país! Os caras nos SALVARAM DE SER UMA PORRA DE UMA CUBA OU CORÉIA DO NORTE HOJE EM DIA! Bem, talvez é isso com o que VOCÊS SONHAM, claro. PRA FICAR POR CIMA DA CARNE SECA, MANDANDO E MAMANDO, COMO ALIÁS JÁ FAZEM AQUELE CACHACEIRO E AQUELA FANTOCHA STALINISTA DA BULGÁRIA.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *