11

PESQUISA

LunelliNuma das muitas conversas que tenho mantido com o prefeito eleito de Jaraguá do Sul Antidio Lunelli (PMDB) – sobre administração pública – sugeri a realização de uma pesquisa interna (sigilosa) com os servidores efetivos da Prefeitura.

Nada de “inventar a roda”: formulário, preenchimento manual e prazo para entrega. O servidor deverá apontar:

1 – Deficiência do setor

1.1 –  Solução do problema apontado

2 – Nível de satisfação no local de trabalho

2.1 – Motivos

2.2 – Solução (em caso de insatisfação)

3 – Nível de comprometimento do setor com a população

3.1 – Como melhorar

3.2 – Tempo de solução do problema

3.3 – Como agilizar

E assim por diante.

A pesquisa deverá ser setorizada: Administração, Finanças, Educação, Saúde, Agricultura, Obras, Planejamento, Urbanismo e etc.

Por que uma pesquisa segmentada?

Porque o problema na Educação não é o mesmo da Agricultura – que é diferente da Administração e por aí afora.

Entendo que a “eficiência da máquina pública” se faz com a identificação de possíveis problemas e consequente solução URGENTE.

A máquina pública está eivada de vícios, núcleos dominantes e muitos desvios de conduta “interna corporis”.

Outra sugestão é a divisão da Secretaria de Obras: repartir o parque de máquinas em 4 regiões. O objetivo é a rapidez no atendimento dos pleitos da população e agilidade nos procedimentos.

Nada de “poder de mando” de vereador do bairro. A decisão é do prefeito!

A máquina precisa ser eficiente. Isso por si já valoriza o Legislativo!!

– Se o prefeito vai atender?

São sugestões, apenas isso!!

Sergio Peron

11 Comentários

  1. Muito bom Sergio. Esse tipo de pesquisa se chama clima e cultura. Muito utilizada na iniciativa privada como um meio de ransformar o cenário. Virar a propria mesa. Pois os bons muitas vezes se omitem. Nessa hora muita solução aparece. Bravo Sergio Peron

  2. Show. Tem que ser assim mesmo, este é o caminho de se começar a fazer a coisa certa.

  3. Simplesmente necessário!!! Importante ouvir os profissionais efetivos de cada setor. Parabéns pela ótima sugestão!

  4. Então!
    Distinto Radialista Sr. Peron,
    saudações!
    Para este caso específico, com 18 anos de Prefeitura, creio que tal proposta embora plausível, não se sustenta, em termos de objetivos práticos, não alcançará resultados eficientes, em termos de agilização administrativas, para tanto, proponho:
    Em vez de pesquisa por questionário, porque este senhor, recém alçado ao Paço, quando assumir não faz visita de inspeção em cada secretaria instituída pelo mesmo, acompanhado, óbvio, com o respectivo secretario da “pasta” – Tem receio de ouvir o quê? O saudoso prefeito Geraldo, fazia-o frequentemente, fui testemunha ocular, com ele “marica” não tinha “espaço”, ele ia em cada secretaria e questionava quem ele quisesse “cara a cara”. Infelizmente, já percebo neste senhor muita retórica e nenhuma divulgação de medidas administrativas objetivas, muito embora ainda estamos em novembro, devemos dar um desconto. Gosto da declaração do Presidente da Rússia Wladimir Puttin – “”Só nomeio e exonero pessoalmente “olho no olho”” – declaração de homem e, tem provado – NÃO É MARICA! Como diz a gíria popular “PASSA O RODO! – Pelo “andar da carruagem” pelo que se observa, salvo melhor juízo, já está cercado de “maricas”, se sentindo todo “bobo”, passando-lhe a imagem virtual de “poderoso”, em virtude dos falsos elogios a sua pessoa, como dizia o saudoso Brizola – “Estão costeando o alambrado” – É! SR, ANTÍDIO LUNELLI, CUIDADO! Lembre-se de Absalão ao ouvir Aitofel – Como dize o Patriarca e Rei Davi ao filho Salomão e futuro rei: ” …CORAGEM,POIS, E SÊ HOMEM ! ” ( I Rs 2;2) vejamos, ele não disse: ” … DEMONSTRE FRAQUEZA, E SEJA MARICA ” – Pôs em prática o conselho do pai e, tratou de resolver logo a questão na raiz – Adonias, Joabe, Simei e Abiatar que o digam – Teve paz até o final do reinado.
    Este Senhor futuro Alcaide, não tem nada de excepcional, o fiel da balança será a crise e a atuação MPSC, colocando termos quanto a sua atuação no plano orçamentário, bem como, no plano moral-administrativo público, respectivamente – Se não fosse a crise e suas consequências judiciais na “esfera’ política (Lava jato) a “patifaria” seguiria compasso de outrora.
    GRAÇAS A DEUS! ACABOU O GLAMOUR. A MÃO DO ALTÍSSIMO ESTA PESANDO – VIDE ANTONY GAROTINHO TENDO FANIQUITO NA MACA E O SÉRGIO CABRAL COM A CABEÇA RASPADA
    Tenho dito:
    “NÃO FÇAM DÍVIDAS. MANTENHAM A VIDA REGRADA”
    Atentem, a situação econômica jaraguaense está “camuflada”.
    Digo mais, pelos idos de 2019 vão propor “congelar” o triênio.
    A FESTA ACABOU. A RESSACA PASSOU. A CONTA CHEGOU.
    Segue o féretro!

  5. Muito bom . Parabéns pela sugestão. iSSO SERIA IMPORTANTÍSSIMO PARA O NOVO GOVERNANTE DE JARAGUÁ

  6. Ótima idéia amigo Peron. Sugiro manter as respostas/opiniões sob sigilo. Aposto que muitos irão se manifestar contra os ” lambe botas “, e com razão.

  7. Em tempo:

    Você quer saber por que estamos em crise?

    Jaraguá do Sul – Irineu, Bertoldi, Cecília, Dieter e Lunelli(?)
    Rio de Janeiro – Garotinho, Cabral e Pezão
    Brasil – Lula, Dilma e Temer

    Estamos em crise porque escolhemos “populistas-ladrões” em vez de estadistas.

    O mesmo ocorreu com vários outros municípios, estados e, infelizmente, também com o nosso país.

    Votar em populistas-ladrões tem um custo.

    “E, lembre-se, quando se tem uma concentração de poder em poucas mãos, frequentemente homens com mentalidade de gangsters detêm o controle. A história provou isso. Todo o poder corrompe: o poder absoluto corrompe absolutamente.” (Lord Acton).

    “A FESTA ACABOU. A RESSACA PASSOU. A CONTA CHEGOU”

    Você servidor da PMJS – Meados de 2019 “congelamento’ do triênio

    Sejam bem vindos a realidade!

    Segue o féretro!

  8. Sergio Peron, existem quatro tipos de servidores públicos:

    CARREIRA: São os servidores que “carregam o piano” geralmente sem o mínimo de estrutura para conseguir o melhor do seu trabalho carregando o ônus das más administrações.

    COSTAS QUENTES: São servidores que possuem uma “rede de ligações” política/social com pessoas que possuem alguma influência de decisão interna/externa sobre indicações a que os garantem em cargos gratificados (geralmente em desvio de funções).

    O maior exemplo de seus poderes foi quando Dieter no início de seu mandato decretou que os servidores retornassem aos seus cargos de concurso e NINGUÉM VOLTOU!

    DEUSES: São os servidores que possuem forte ligação política com a coligação vencedora eleitoral e são indicados a cargos no 1°/2°/3° escalões e não se acham deuses no cargo ELES TEM CERTEZA QUE SÃO (são nessas situações em que acontecem os famosos “feudos” dentro da Prefeitura).

    ESTRANHOS: São os apoiadores de campanha eleitoral que são agraciados a cargos na Prefeitura os famosos “estranhos ao quadro” que não possuindo qualquer compromisso com a função seus únicos trabalhos são “fingir” trabalhar e receber o poupudo salário no início do mês.

  9. Caro DIREITO ADM: “Saudoso” Brizola?!!?
    É por causa DELE que o Estado do RJ hoje em dia é DOMINADO PELA BANDIDAGEM, que o então governador Brizola PROIBIU A POLÍCIA DE SUBIR MORRO PARA – SEGUNDO A IDEOLOGIA FURADA DA ESQUERDALHA – “BATER EM POBRE”. ERA TUDO O QUE A VAGABUNDAGEM PRECISAVA PARA SE INSTALAÇÃO DEFINITIVAMENTE NOS MORROS CARIOCAS.
    E NÃO ESQUECE TBM QUE AQUELA DEMÔNIA DA DILMALANDRA ERA DO MESMO PDT DO VELHO CAUDILHO.
    DESCULPE, MAS NÃO DÁ PRA TER SAUDADE DESSE VELHOTE DEMAGOGO, QUE INCLUISIVE ABRAÇOU COLLOR TBM, DEPOIS DE CHAMA-LO DE FILHOTE DA DITADURA E REI DOS MARAJAS.
    INFORME-SE …. FAZ BEM.

  10. Caro DIREITO ADM: “Saudoso” Brizola?!!?
    É por causa DELE que o Estado do RJ hoje em dia é DOMINADO PELA BANDIDAGEM, que o então governador Brizola PROIBIU A POLÍCIA DE SUBIR MORRO PARA – SEGUNDO A IDEOLOGIA FURADA DA ESQUERDALHA – “BATER EM POBRE”. ERA TUDO O QUE A VAGABUNDAGEM PRECISAVA PARA SE INSTALAR DEFINITIVAMENTE NOS MORROS CARIOCAS.
    E NÃO ESQUEÇA TBM QUE AQUELA DEMÔNIA DA DILMALANDRA ERA DO MESMO PDT DO VELHO CAUDILHO.

    DESCULPE, MAS NÃO DÁ PRA TER SAUDADE DESSE VELHOTE DEMAGOGO, QUE INCLUISIVE ABRAÇOU COLLOR TBM, ISSO DEPOIS DE CHAMA-LO DE FILHOTE DA DITADURA E REI DOS MARAJAS.

    INFORME-SE …. FAZ BEM.

  11. Então!
    Eu mencionei o Brizola tão-somente, restrito apenas a declaração por ele muito proferida e lembrada no meio político, principalmente em períodos pós-eleição quando de começa a compor ministérios, secretarias … Em nenhum momento fiz apologia quanto a sua ideologia partidária, seu desempenho como gestor público, bem como a famigerada ex-presidente cassada Dilma – Quanto aos mesmos, bem como todos os políticos atuais e os partidos estabelecidos são expressões da própria “PATIFARIA”, infeliz daquele de defende esse ou aquele, o momento atual fala por si mesmo. Quanto ao Rio de Janeiro, como carioca “nato”, conheço muito bem, neste requisito tenho autoridade, passei mais de 38 anos em favelas, a questão sócio-econômica-política, a discussão é bem mais ampla – Tanto é, que a questão não fica restrito a cidade do Rio de Janeiro – O que dizer das cidades de São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Florianópolis … a deterioração é de âmbito nacional. A falência ética e moral é ampla e irrestrita, cada cidade tem seus “PATIFES” – Jaraguá do Sul tem seus “Zés das Farmácias” ..
    Creio que você entendeu mal e levou para o âmbito partidário.
    É isso aí!
    POLÍTICO BOM É POLÍTICO CASSADO.
    A PRIORI ATÉ QUE SE CHEGUE NO FINAL DA GESTÃO QUANDO SE PODE PASSAR A ATUAÇÃO EM REVISTA, SÃO CORRUPTOS E PATIFES.
    É isso aí!
    Segue o féretro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *