2

QUE SERVICINHO PORCO

Recebi e transcrevo “ipsis literis”, o seguinte e-mail (com fotos):

serviço de porco

Venho através deste e-mail pedir a sua ajuda, para divulgar um grande problema que estamos encontrando na Rua de minha casa, para que isso chegue a prefeitura.

Moro apenas 500 metros da prefeitura, e nossa rua é um verdadeiro caos, ela sempre está cheia de buracos. E com isso eu e muitas pessoas já tiveram problemas por transitar nela, eu quando tinha moto acabei escorregando nas pedras e cai 02 vezes, minha vizinha caiu com o neném dela no colo, muitos carros já escorregaram nas pedras. Já realizei muitas reclamações junto ao setor de obras e nada nunca é feito. Mas na sexta passada o setor de obras nos surpreendeu, foram até a rua com uma caçamba e jogaram barro com muitas pedras (segue fotos em anexo), a noite quando estava voltando para casa do meu trabalho, eu simplesmente não consegui subir a rua de casa com meu carro, as pedras eram tantas que o carro começou a escorregar e por pouco não caio com ele em uma valeta grande. Quero pedir que me ajude, pois nunca nos negamos a pagar nossos impostos e eles simplesmente nos ignoram. Preciso de alguma ajuda para que eles olhem por nós morados.

Desde já agradeço sua atenção.

Obrigada

Pitaco meu:

– Mas que servicinho porco, hein seu Ideraldo Colle? Por que será que o sujeito não faz  o serviço direito? Falta fiscalização? Falta quem mande nesse “bolicho”?

6

DESABAFO DO LEITOR

Pessoa que pediu para preservar-lhe o nome – e vamos respeitar – faz o seguinte desabafo:

caozinhoTenho um filho com 20 anos, sendo que desde os 14 anos se envolveu com drogas, passou por comunidades terapêuticas, foi preso por tráfico de drogas e outras situações de risco dentro deste mundo obscuro. A polícia de Jaraguá não dava sossego a ele. A perseguição era implacável!

A solução era sair da cidade, buscar outros horizontes pra se manter vivo e com o mínimo de dignidade! Fomos radicais: deixamos emprego, moradia própria, amigos, filho, irmão… E fomos embora, mas não deixamos nosso amigo fiel, um pequinês, cujo nome preservarei.

Passamos por muitas dificuldades, mas meu filho foi aprendendo coisas novas, novos desafios, novos horizontes. E junto de nós, sempre havia a companhia do nosso amigo fiel. Ele observava nossa rotina e quando possível, participava. Quando meu filho já estava pronto pra seguir seu caminho por conta própria, voltei pra Jaraguá do Sul, pois onde estávamos, não estava sendo possível termos uma renda digna para a sobrevivência da família. E com o coração partido, deixei meu filho, sua namorada e nosso cão fiel. Seria egoísmo de minha parte trazê­lo junto, pois era de meu filho que ele recebia mais carinho e cuidados.

De repente, na madrugada do último sábado, recebo a seguinte mensagem: “Pai, o ‘nosso amigo cão’ acabou de chegar em casa com um olho de fora, tá sangrando muito. Dei aquela injeção, mas está saindo muito sangue do olho dele. Será que arranco fora de vez? Me ajuda, pai.

Tá foda! Não sei o que faço.” No primeiro momento, na fraqueza de um ser humano, enfrentando dificuldades financeiras, liguei pra meu pai para verificar a situação e sacrificar nosso companheiro de batalha! Que vergonha pra mim. Meu filho foi mais forte, mais humano! Não aceitou esta solução, passando por cima de todos que só viam esta saída. Tirou uma foto e levou para um veterinário. O mesmo orientou­o a levá­lo pra outra cidade para fazer uma cirurgia, onde deveria custar em torno de 1.000,00, indiferente se fosse pra tirar o olho ou implantá­lo novamente. Não achou quem se dispusesse levá­los de carro. Mas não se intimidou. Pegou sua moto e, com a ajuda da namorada, cortou o vento frio daquela região com o nosso amigo cão no colo até a cidade mais próxima…

Na clínica veterinária deixou transparecer toda sua humildade adquirida na vida dura das comunidades terapêuticas e presídio onde viveu. A médica veterinária não disse não àquele menino que em choro constante pediu socorro e disponibilizou seus únicos150,00 que tinha. “Por favor, salve meu cachorro! Não tenho como pagar e estou desempregado. Só irei ter meu primeiro salário início de agosto. Posso pagar 100,00 por mês”. A profissional internou o nosso cão amigo, iniciou medicação e, hoje, dia 21/06/15, domingo, ela fez a cirurgia.

Como não tem área de celular lá onde meu filho está, temos apenas a informação que a cirurgia foi feita e está tudo bem! E parece que o olho foi preservado. Para meu filho de 10 anos, não é surpresa, pois ontem na missa, ele pediu em oração pra que o nosso cãozinho não perdesse o olho.

Acho que foi atendido. Provavelmente, São Francisco de Assis, protetor dos animais, deu uma forcinha. Ainda não soubemos o total das despesas, mas alguns de nossa família se sensibilizaram e contribuirão cada qual com um pouquinho.

Para meu filho apenas pude digitar o seguinte texto por sms: “Foste guerreiro pelo nosso amigo cão. Proves pra quem não acreditas mais, que podes ir longe! Deus te cuide!”

E para você, que por algum motivo, teve a paciência de ler este texto, eu te pergunto: quem pode ser chamado de normal ou de anormal dentro desta sociedade que julga, condena e exclui sem piedade os “anormais” aos olhos humanos?

 

1

QUASE RESOLVIDO

mAQUINÁRIO

Cidadão enviou e-mail/fotos e faz o seguinte relato:

Boa noite Peron!

Quero te agradecer pela divulgação da foto referente a estrada “Tifa Germano” no Garibaldi, pois hoje mesmo sanamos parte do problema.

Estivemos com máquinas e caminhões no local e digo com toda certeza que sua ação fez com que “alguns comissionados” saíssem da zona de conforto  e fizessem por merecer o seu salário.

Em nome de toda equipe que esteve no local, muito obrigado mesmo!

Pitaco meu:

Ainda que o problema tenha sido resolvido parcialmente, a postagem ganhou significado e atendeu ao anseio da comunidade local.

2

SERVIDOR DENUNCIA

Recebi de servidor da Prefeitura de Jaraguá do Sul – e-mail com fotos – o seguinte texto:

GaribaldiBoa noite Peron! Se lembra de mim? ….. Sobre as estradas do Garibaldi? Segue uma prévia das condições das estradas “gerais”. Essa foto é da Tifa Germano (no fim do asfalto ao invés de seguir ao Santo Estevão, segue reto.) Neste lugar há um conflito de terras, simplesmente uma pessoa se achou no direito de fechar as “bocas de lobo” e estreitar a rua. A prefeitura não manda fiscal de postura, não mede a rua, enfim uma verdadeira palhaçada! Nós servidores somos cobrados pelos munícipes sobre essa situação e ficamos de mãos atadas.

Peron! Por favor divulgue essas fotos, pois tenho vergonha de passar nesse lugar e ser hostilizado por uma questão que não cabe a nós operadores de máquina. Dependemos do comando, mas infelizmente essa gestão não tem nenhum comando. Peço a gentileza de não informar meu nome, pois sou servidor concursado como…. operador de … obrigado!

Observação: Suprimi informações (nos locais pontilhados) que possam identificar a pessoa.

Atualizando – 16.55 min

Recebi ligação do Secretário de Obras, Ideraldo Colle (PMDB).

Segundo ele, o local passa por litígio entre vizinhos e a pendenga está no jurídico da prefeitura. Disse mais: que teme pela integridade física dos servidores – ameaçados de agressão!!

5

MATO

Leitora enviou e-mails e fotos. Vou me dar ao trabalho de fazer o Ctrl C + Ctrl V:

Mato

Bom dia, segue em anexo, fotos da rua Joaquim Fco de Paulo, rua principal, trchos depois do cemitério, solicitamos desde o ano passado que fossem feitas limpezas, nas laterais das ruas, raspagem de barro e retirada de capim, nas laterais  (acostamentos), pois não há como passar no acostamento, á pé ou de bicicleta, está muito perigoso, pois as criança,s deveriam, utilizar o acostamento pra andar, porém não podem devido ao acúmulo de capim e barro; sem falar no trecho de estrada de barro, cheio de buracos e bocas de lobo entupidas…

Pitaco meu:

– O que vou dizer??

1

PLACAS

Leitor enviou textinho e a foto abaixo:

Olá Peron.

Em Jaraguá, o alto índice etílico de alguns mandantes faz coisas parecerem normais.
Não basta a placa que vc já mostrou, que fica ao lado da Casa de Leis.
Outras, em vários pontos da cidade também estão tortas, viradas…… bem como a atual administração!!!!
Registrei um simples exemplo no bairro Rio da Luz, onde tem aquela área de preservação do IPHAN.
Fica bem pertinho do tal Salão Barg.
Segue as fotos para deleite……
*Concordo que as chuvas e vendavais dos últimos dias tem dado prejuízo e trabalho, mas aí é que deveria fazer uma força tarefa afim de consertar esse tipo de coisa.
Falta competência, em muitos setores da prefeitura, infelizmente.
Se for a Guaramirim, a coisa tá igual, mas nada justifica.
Abraços e continuamos de olho!
2

IPSIS LITTERIS

Bom dia Peron.
Segue o email que mandei para a FUJAMA sobre o ocorrido, e ninguém deu um retorno, nada. Isso acontece alguns metros acima da captação de água do SAMAE no rio Itapoucu, peço por gentileza para não me identificar caso você venha postar no blog.

Abraços meu querido!!

Estava pescando no rio Itapocu nos dias 15/01 e 18/01 na divisa dos bairros Três Rios do Sul e Três Rios do Norte, rua Augusto Schwarz, onde começou a surgir merda de suínos, acredito que seja da granja próxima ao local aonde estava, seguem as fotos e o endereço do local.

OBS: No dia 18/01 começou às 13:22 aparecer no local onde estava, cerca de 400 metros abaixo da granja.

11

É DE CHORAR

Leitor mandou-me via WhatsApp, o seguinte texto com a foto abaixo:

Bom dia!

SE A PREFEITURA NÃO – EU FAÇO!

Hoje pela manhã indo ao trabalho me deparei com um senhor no meio da rua com um carrinho de mão e uma pá.

Perguntei o que ele estava fazendo e me respondeu:

– Já liguei mais de 10 vezes na prefeitura e até agora não vieram retirar este macadame do meio da rua e que deixaram aí em decorrência da colocação de uns tubos. Tenho 74 anos e já estou cansado de ver tanto gente caindo de moto. Isso acontece toda vez que a prefeitura mexe na rua e deixa assim!

É uma vergonha! Um senhor de 74 anos ter que fazer o que a prefeitura – por descaso com a população – deixou pela metade.

A “obra” da foto está localizada entre as ruas  Victor Rosemberg x Irmão Leandro – Vila Lenzi.

Pitaco meu:

Venho dizendo há tempos:

– Se o prefeito não mostrar quem manda nessa birosca, o ano de 2016 será inesquecível.

Lá em outubro do ano que vem – e que está pertinho – não reclamem que não avisei!!

6

NOVA OBRA

Vou apenas transcrever e sem mudar uma vírgula, o e-mail que leitor mandou e com fotos.

Como de praxe, a sua identificação será preservada.

Diz o texto:

O Peron, boa noite!

Muito bom seus programas e internet a gente  sempre ve, olha a nova obra da prefetura na vila lenzi, motel pago com imposto, poxa, a promessa ja fdaz dois anos vem gente aqui da fundação sei la o que e prefeitura e diz que vai ser bom p comunidade, assitencia e blibloteca e outras coisa que vai discutir tudo com moradores e tal e olha o que fizeram, PODE VER LÁ, tudo prontinho acabado se é aquele tanto que ta la de dinheiro é muito, podia ter muita criança que nem tem o que fazer do bairo e cidade e terminaram e em vez de inaugurar abandonaram…ai o que aconteceu?

So podia, estao invadindo, depredando, jogarao tinta, acho que queimaram fio, qualquer dia tudo pega fogo,e ai de quem e a culpa?, usando demotel, e ningem faz nada ja reclamamos Ja fui tantas vezes reclamar que tenho emprego na pref to ate com medo, e um empurra p outro etc., vergonha, sera que pode nos ajudar?

obrigado

Pitaco meu:

– Alguém da administração pode responder??

7

NÃO FUNCIONA

Leitora mandou-me o seguinte e-mail:

Olá, sou cidadã Jaraguaense, pago todos os meus impostos regularmente e há alguns dias recebei uma resposta do Setor de Trânsito desta cidade que não me deixou feliz. Fiz contato com a Secretaria de Trânsito informando o perigo da Rua 25 de Julho, mais especificamente lá no comecinho, próximo do posto Mime. essa rua requer manutenção nas faixas: de pedestres e de estacionamento.

Além disso não há espelho convexo como temos nas ruas próximas, que facilitam a passagem dos carros por aquela via pública. Passo diariamente por ali e constantemente algum carro se atira na minha frente quando sai da garagem. O risco é diário.

Os moradores não tem culpa, pois também correm os mesmos riscos de acidentes que nós. Sendo uma via pública tão movimentada e que certamente todos ali pagam seus impostos, creio que o mínimo a se esperar seria a simples colocação de um espelho convexo, garantindo assim a segurança de todos, mas como sempre, espera-se primeiro que ocorra um acidente, após tomam-se as providências.

Gostaria de dar visibilidade ao problema, que é todos que passam por ali todos os dias.

Meu Pitaco:

De cada 10 pessoas com quem falo –  referindo-me ao setor de trânsito da Prefeitura de Jaraguá do Sul – 11 relatam falta de cortesia, falta de educação, má vontade, grosserias e etecétera. Aliás, a má vontade virou marca registrada de vários setores da administração. Algumas pessoas acham que o cargo é eterno.